site antigo fabio roberto
68 cipm




:: ‘Educação’

Estudantes de Direito da FMT participam da 2ª edição do Transformaê

Estudantes foram supervisionados pelo prof.

Estudantes foram supervisionados pelo prof. Ronaldo Cosme. 

Os alunos do curso de Direito da Faculdade Madre Thais, juntamente com o professor Ronaldo Cosme, coordenador do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), participaram, nesta sexta-feira, 21, da 2ª Edição do Projeto Transformaê, no Colégio Estadual Professor Fábio Araripe Goulart, situado no Bairro Teotônio Vilela. 

Os estudantes de Direito prestaram atendimento jurídico em diversas áreas do direito com destaque para o Direito de Família e Previdenciário, de forma gratuita e voluntária. 

O principal objetivo da Virada Educacional é integrar a comunidade escolar no fortalecimento de ações coletivas e transformadoras contando com o apoio de outras instituições, como a Faculdade Madre Thais, através da atuação dos estudantes de Direito.

42220212_238674833474080_6074876097936228352_n

42278410_2232993270265771_30279592451244032_n

Projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor” é apresentado à imprensa

Ilhéus sem violência é bem melhor.

Ilhéus sem violência é bem melhor.

A APPI/APLB e entidades parceiras receberam profissionais de imprensa, hoje,  às 8h30, para um café, na sede do sindicato, no bairro do Malhado, em Ilhéus. Jornalistas e radialistas conheceram os detalhes sobre a 5ª. edição do projeto “Ilhéus sem violência é bem melhor”. A secretária intermunicipal da APPI e coordenadora do projeto, Enilda Mendonça, explicou aos presentes todos os objetivos e calendário do projeto que este ano traz o tema “Por uma Ilhéus com menos conflitos: Fortalecendo a corrente do bem”.

Abordando questões atuais como o bullying, drogas, suicídio, abuso sexual, pedofilia, feminicídio, racismo, homofobia, intolerância religiosa e outros tipos de violência frequentes nos ambientes escolares, o projeto terá ações como concurso de redação e desenho, para alunos, sobre boas práticas nas escolas. “Cada escola trabalhará com os temas que definir como mais importantes em seu cotidiano. Em algumas, o problema do bullying é mais grave. Em outras, a questão das drogas pede uma discussão mais urgente”, explica a coordenadora.

A programação dos meses de setembro e outubro, inclui ainda palestras, seminários, passeios de bicicleta, entrega das redações com premiações aos melhores trabalhos e Grande Passeata pela Paz.

Colégio Estadual Fábio Araripe Goulart realiza o Transformaê

Evento faz parte do calendário da SEC.

Evento faz parte do calendário da SEC.

Com o tema Cuidar Faz Bem, o Colégio Estadual Professor Fábio Araripe Goulart, situado no bairro Teotônio Vilela, embarca na Segunda Virada Educacional da Rede Estadual de Educação da Bahia, no próximo dia 21, das 8:00 às 20:00 horas, oferecendo 12 horas de atividades ligadas a Arte, Leitura, Saúde, Cultura e Lazer. Toda a programação é direcionada ao público estudantil e a população em geral.

Na oportunidade serão ofertados serviços gratuitos de vacinação, (re) educação postural, exames de acuidade visual, orientação jurídica, entre outros. A programação que também contempla ainda uma série de palestras e atividades culturais, conta com parcerias da Faculdade Madre Thaís, CRAS, clínicas e profissionais do município.

O #Transformaê já faz parte do Calendário Escolar da Rede Estadual da Bahia, e especificamente no CEPFAG é uma oportunidade para promover um ambiente educacional prazeroso, na qual a cultura, a ciência, a arte e a educação se expressem em sintonia, contribuindo para transformar a escola em um ambiente vivo e significante para todos.

Estudantes arrecadam alimentos e doam para entidades de Ilhéus

Donativos entregues no Abrigo São Vicente de Paulo.

Donativos entregues no Abrigo São Vicente de Paulo.

Alunos da Escola Rui Barbosa arrecadaram alimentos e material de higiene pessoal que foram doados para as instituições beneficentes de Ilhéus. A ação solidária fez parte da 1ª Gincana Interativa do Colégio Rui Barbosa, e os donativos foram entregues na última quarta-feira (12).

As instituições Casa da Criança e Abrigo São Vicente de Paulo receberam cada uma 03 cestas básicas, além da Casa de Apoio Dom Eduardo, que recebeu 02 cestas. 

Alunos e professores comemoram ação social.

Alunos e professores comemoram ação social.

“Essa iniciativa é muito importante porque ajudamos as pessoas que mais precisam.“Me sinto muito bem em poder ajudar as pessoas. É uma sensação ótima, é gratificante” conta o estudante Iago Cristian. 

Ilhéus terá duas creches-escolas indígenas em Olivença

Olivença beneficiada com creches.

Olivença beneficiada com creches.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, vai autorizar a criação de duas creches-escolas indígenas, para crianças de zero a cinco anos, na localidade de Olivença, onde há uma reserva da tribo tupinambá. O ato será oficializado no próximo dia 30 de setembro, durante a caminhada pelo Dia da Consciência Indígena, atendendo a um pleito da comunidade Tupinambá feito há 10 anos.    

A instalação das creches-escolas foi discutida durante reunião do prefeito Mário Alexandre, na segunda-feira (10), no auditório do Centro Administrativo do Município, com as presenças do cacique Sival Tupinambá; coordenadora estadual do NTE 5 (Núcleo de Tecnologia Educacional), Jaqueline Jesus Araújo da Silva; presidente do Conselho Municipal de Educação e da APPI, Osman Nogueira, técnica em Educação da Funai, Márcia Singer, coordenadora geral dos programas da secretaria de Educação, Célia Miranda, coordenadora da Educação Infantil, Sara Lemos, além de membros de comunidades indígenas.

Estas serão as primeiras creches-escolas indígenas geridas em nível de município na Bahia. Os recursos utilizados são oriundos do Governo Federal, em parceria com a Prefeitura de Ilhéus. Na oportunidade, a coordenadora do NTE indígena, Jaqueline Jesus da Silva, agradeceu ao acolhimento do prefeito Mário Alexandre à proposta e explicou que, atualmente, cerca de 180 crianças estudam de forma precária em galpões e espaços na localidade, sendo que  80% delas são indígenas. “De 350 a 400 crianças estão fora das creches-escolas”, salientou.

Resgate – O prefeito destacou a importância da educação e da cultura para o desenvolvimento das pessoas e do país. E ressaltou que “de pronto atendeu à reivindicação para a criação primeira creche indígena, porque é um povo que vive muitas vezes sem acesso a educação e que as mães ficam sem poder trabalhar por não terem com quem deixar seus filhos. Então, como sempre, estamos dialogando com o conselho, com o Ministério Público, com as comunidades indígenas. Esse é um governo de diálogo e acredito que esteja dando certo”, acrescentou Mário Alexandre.

Por sua vez, o cacique Sival Tupinambá afirmou que a luta pela construção dessas duas creches para a comunidade indígena tupinambá de Olivença acontece há alguns anos. Ele informou que houve audiência pública na Câmara de Vereadores, aprovação do projeto junto ao Conselho Municipal de Educação e que dependia apenas da aprovação do prefeito. “Esta é mais uma conquista para o povo Tupinambá”, comemorou o cacique.

Prefeito assina projeto de lei que cede espaço para ampliação do CEEP de Ilhéus

Prefeito assina parceria.

Prefeito assina parceria.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, recebeu o superintendente de Educação Profissional do Estado, Durval Libano, nesta terça-feira (4), para assinar o Projeto de Lei que cede área de 11 mil metros, destinada à ampliação do Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Schaun. No espaço, localizado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, no bairro Malhado, serão construídos um auditório e dois pavilhões de laboratórios.

O prefeito considerou o decreto como mais um passo importante para o incentivo da educação profissionalizante no município. “Vamos trabalhar para mudar os fatores econômicos, para que Ilhéus cresça de uma economia de produção primária para agregação de valor e de verticalização da produção de agroindustrialização, vinculado com o turismo”, ressaltou.

Durval Libano caracterizou o município de Ilhéus como um grande expoente da história e marco da produção de cacau no Brasil. Para o superintendente, a ampliação de uma escola tão importante contribui para o fortalecimento da economia no município. “Aqui, cacau, chocolate e turismo se integram e possibilitam a diversidade de empregos e, consequentemente, a melhoria renda da população”, destacou.

:: LEIA MAIS »

Barro Preto avança no Ideb e ocupa 2° lugar no Ranking Litoral Sul-BA

Barro Preto, um show na educação.

Barro Preto, um show na educação.

Os dados do IDEB 2017 divulgados pelo Ministério da Educação (MEC/INEP) nesta segunda-feira (Dia 03/09/2018) mostram que Barro Preto mais uma vez superou as metas propostas para este indicador de qualidade de ensino no Brasil (IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) para os anos iniciais do ensino fundamental. Com a média alcançada de 5.2, o município ultrapassa a média do Ideb 2017 observada pelo Estado da Bahia (5.1) e ocupa o 2° lugar no ranking regional, ou seja, dentre os 26 municípios que compõe o Território Litoral Sul da Bahia. Apenas, superado pelo município de Pau Brasil-Ba, com Ideb de 5.3. Vale ressaltar que Barro Preto registrou crescimento evolutivo em todas as edições do IDEB, sempre superando as metas projetadas pelo MEC. 

Destaque para a Escola Municipal Jesus Bom Pastor que alcançou a média 6.2 no IDEB 2017, ultrapassando a média proposta para o Brasil, a ser alcançada até 2022, que é de 6.0. Segundo o Secretário Municipal de Educação Arley Soares,os esforços que foram empreendidos pelo Sistema Municipal de Ensino de Barro Preto primam pela qualidade social da educação, como meta de excelência e como instrumento de transformação da sociedade barropretense. Ressaltando que este é um compromisso de campanha assumido pela prefeita Ana Paula Silva Simões Santos e que, está sendo efetivamente cumprido com investimentos e ações pontuais com vistas a melhoria do desempenho escolar dos alunos da Rede Municipal de Barro Preto. 

“Que felicidade ver o esforço de cada um dos envolvidos na educação. Assim devemos seguir, sempre avançando e proporcionando uma educação de qualidade e compromisso.

Parabéns as escolas que alcançaram e aumentaram o IDEB

Pra frente é que se anda Ordem e Progresso!”. Destacou a Prefeita Ana Paula.

UESC começa semestre sem itens básicos para funcionamento

UESC atravessa problemas no funcionamento.

UESC atravessa problemas no funcionamento.

Já se passaram 23 dias desde o início do semestre letivo de 2018 na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), e é notória a ausência de materiais básicos para funcionamento da instituição. Para se ter ideia não há se quer um banheiro com papel higiênico na universidade. Outros materiais didáticos e de manutenção da instituição, constantemente reivindicados pelo Movimento Docente (MD), continuam pendentes.

Diante desta situação, a ADUSC encaminhou, na última quinta-feira, um documento solicitando esclarecimentos quanto à origem e a iniciativa da administração da UESC para solução dos problemas (confira o documento). Em tempo, foi solicitado à reitoria informações quanto ao repasse do governo para execução orçamentária prevista para a universidade, uma vez que problemas semelhantes atinges outras universidades baianas, como resultado de contingenciamento orçamentário.

Cacá Colchões apresenta projeto de Cotas Regionais para vestibulandos, em Itabuna

Cacá fala para o público de estudantes.

Cacá fala para o público formado por estudantes.

Na manhã desta quarta-feira, 29, o candidato a deputado estadual Cacá Colchões apresentou o projeto de Cotas Regionais para os vestibulandos do curso Galileu, em Itabuna. O projeto prevê o bônus de 20% sobre a nota do ENEM na Universidade Estadual de Santa Cruz e na Universidade Federal do Sul da Bahia, para candidatos que cursaram o ensino médio em escolas com até 150km de distância das Instituições, sendo escola pública ou privada. 

O professor de cursos preparatórios, Dorival Filho, destacou a importância da implantação do sistema em nossas Universidades. “O acesso às Universidades não é tão simples. Muitos professores acham que elas têm que estar abertas para o país inteiro, mas não foi por isso que elas vieram para o interior. Vieram para atender a população daqui”. O professor declarou apoio a Cacá e ressaltou a importância de ter um candidato que “represente a nossa região e lute por uma causa que irá beneficiar nossos alunos”, finalizou Dorival.

A estudante Larissa Xavier, que disputará por uma vaga no curso de medicina, aprovou a proposta. Para Larissa, com a adoção do sistema de cotas, os alunos da região terão mais chances de aprovação, já que hoje o curso de medicina da UESC é concorrido por estudantes de todo o Brasil.

Além da valorização do estudante da região, o projeto busca reduzir o índice de evasão dos cursos, já que a maioria dos estudantes não conseguem se manter em outra cidade devido ao alto custo com habitação, transporte, alimentação e material estudantil. Cacá ainda destacou que o sistema já foi implantado em outras sete universidades do Brasil e, como representante do povo, irá lutar para que a UESC e a UFSB adotem o sistema no sul da Bahia.

Prefeito Mário Alexandre repassa mais de R$ 67 mil para APPI

Prédio novinho erguido com recursos dos trabalhadores.

Prédio novinho erguido com recursos dos trabalhadores.

O prefeito de Ilhéus Mário Alexandre (PSD), autorizou repasse de R$ 67.952,46 (sessenta e sete mil, novecentos e cinquenta e dois reais e quarenta e seis centavos), para APPI (Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus). Os números foram publicados no blog da entidade.

O montante faz parte do quadro de filiados, que são descontados mensalmente dos vencimentos. Os valores compreendem os meses de abril e maio, mas só em agosto, a APPI decidiu divulgar a prestação de contas. 

A APPI recebe em média R$ 35 mil reais por mês, sem falar da contribuição assistencial que foi descontada 1% sobre o salário-base dos trabalhadores no mês passado, que segundo justificativa do sindicato, o recurso será usado para compra do elevador da sede.

abril

maio

Justiça articula ações de combate a fraudes no transporte escolar; Ilhéus está na mira

Frota de Ilhéus em total estado de abandono.

Frota de Ilhéus em total estado de abandono.

Com o objetivo de planejar ações conjuntas para dar mais eficiência ao combate de desvios, fraudes e outras irregularidades no transporte público escolar, integrantes da Rede de Controle realizaram a 57ª Reunião Ordinária, nesta segunda-feira, 27, na sede do Tribunal de Contas do Estado da Bahia, tendo como pauta o planejamento de uma atuação conjunta pelos órgãos de controle no Estado da Bahia.

Durante a reunião, representantes da Auditoria Geral do Estado (AGE), da Controladoria Geral da União (CGU), do Ministério Público Estadual (MPE) e do Ministério Público Federal (MPF) fizeram apresentações sobre suas experiências e fiscalizações já realizadas na área de transporte escolar. No exercício de 2017, esse tema já havia sido objeto de discussões, porém, conforme deliberado na reunião anterior, a temática “transporte escolar” foi eleita para que a Rede de Controle possa compartilhar informações e ideias e planejar ações em conjunto ainda neste ano de 2018.

Além dos representantes da AGE, CGU, MPE e MPF, participaram também da reunião representantes do Tribunal de Contas da União, do Tribunal de Contas do Estado, do Tribunal de Contas dos Municípios e do Ministério Público do Trabalho.

Decisão do STF pode permitir que crianças sejam educadas em casa

Medida poderá mudar rotina dos estudantes.

Medida poderá mudar rotina dos estudantes.

O Supremo Tribunal Federal  (STF) julgará, no dia 30 de agosto, a possibilidade de pais tirarem os filhos da escola para ensiná-los em casa, prática conhecida como educação domiciliar. Os ministros irão decidir se essa forma de ensino, que é comum nos Estados Unidos passa pelo crivo da Constituição.

No artigo 205, a Carta trata a educação como um “direito de todos e dever do Estado e da família”, a ser “promovida e incentivada com a colaboração da sociedade”. De acordo com a Constituição, o objetivo é o “plano de desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício de cidadania e sua qualificação para o trabalho”.

A ação que será julgada surgiu em 2012, quando uma estudante da cidade de Canela, no Rio Grande do Sul, que na época tinha 11 anos, pediu ao juiz da cidade, com o apoio dos pais, o direito de estudar em casa. O objetivo era derrubar a decisão da Secretaria Municipal de Educação, que orientava os pais a matricularem a menina, para que ela frequentasse a escola.

anuncie whatsapp

ILHEUS TONELADAS DE LIXO SAO RECOLHIDOS NA OPERACAO CIDADE LIMPA

setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


web