'>
<a href=embasa pm ilheus turkeynet fabio roberto


site antigo fabio roberto
68 cipm



condominio barramares

:: ‘Cultura’

Academia Grapiúna de Letras comemora aniversário de 10 anos

Diretoria AGRAL Itabuna.

Diretoria AGRAL Itabuna.

Como comemoração de 10 anos de fundação da Academia Grapiúna de Letras (AGRAL), a recém empossada diretoria, eleita em 25/3, promoveu no último domingo, dia 4/4, data de sua instituição das 10 às 11 horas, na plataforma Google Meet, em função da inviabilidade presencial, por causa das medidas restritivas acerca de distanciamento social, face à Pandemia Coronavírus (Covid–19), reunião virtual.

A reunião extraordinária, comemorativa aos 10 anos da fundação da AGRAL, primeira academia dessa natureza na cidade de Itabuna, foi conduzida pelo presidente Samuel Leandro Oliveira de Mattos, que agradeceu a presença dos confrades e convidados, declarando que o motivo da reunião é fruto do ideal, da dedicação, do esforço dos pioneiros, que conceberam a ideia de uma academia de letras, em 2011, para cultivar a língua, a cultura, as artes, a literatura e seus literatos, que são muitos.

O presidente da AGRAL, disse ainda: “Esta região sulbaiana é uma das únicas do país que tem uma literatura própria. Disse que traços artístico-literários que temos aqui, fruto da Civilização do Cacau, fruto da Cultura Cacaueira, nos fizeram únicos. E que, por sua vez, Sosígenes Costa, Adonias Filho, Euclides Neto, Jorge Amado, dentre outros, trataram de divulgá-lo mundo afora”.

:: LEIA MAIS »

Live em prol da classe de entretenimento de Ilhéus foi sucesso de público e de solidariedade

Evento contou com atrações locais.

Evento contou com atrações locais.

Cinco horas e 37 minutos de música nos mais variados estilos. Um público recorde. E muita solidariedade em tempos de pandemia. Este foi o resultado da Live Solidária comemorativa ao aniversário do presidente da Câmara de Ilhéus, Jerbson Moraes, que aconteceu no último sábado. A iniciativa foi destinada a ajudar a classe do entretenimento de Ilhéus, que passa por grandes dificuldades por conta do impedimento em realizar espetáculos públicos. Levantamento feito pelo presidente da Câmara aponta que cerca de 500 profissionais, entre artistas e técnicos, estão precisando de ajuda. A live arrecadou recursos para compra de cestas básicas.

Nos próximos dias será divulgado o número preciso de cestas básicas adquiridas com a ajuda de empresários e da população. O que já se sabe é que a live teve uma participação efetiva do público de Ilhéus, mas rompeu barreiras, com interação e audiência em São Paulo, Porto Seguro, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Belo Horizonte e Alfenas (MG). A transmissão alcançou a marca de 2.511 visualizações.

Campanha continua

A comissão organizadora informa que mesmo após o final do evento, as doações ainda podem ser feitas por que é preciso atingir um número grande de beneficiados. Os novos interessados em ajudar devem efetuar depósito ou transferência pela Caixa Econômica, Agência 0069-001, Conta Corrente 35033-2. Maiores informações sobre a operação pode ser feitas pelos fones 73 98828 8468/ 99802 0077. Falar com Grazielle.

“Estou feliz com o resultado que estamos obtendo. Especialmente pelo entendimento das pessoas de que o nosso grande objetivo é levar essa ajuda emergencial à classe do entretenimento de Ilhéus”, destaca Moraes. A qualidade da live também tem recebido elogios do público. A parte técnica teve a assinatura das empresas Vinny Lives & Mr. Mix.

:: LEIA MAIS »

Cantor Agnaldo Timóteo morre de Covid-19 aos 84 anos

Música brasileira de luto.

Música brasileira de luto.

O cantor Agnaldo Timóteo não resistiu às complicações decorrentes da Covid-19 e morreu neste sábado (3) no Rio. Ele tinha 84 anos.

Agnaldo estava internado desde o dia 17 de março na UTI do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio. No último dia 27, Agnaldo precisou ser intubado para “ser tratado de forma mais segura” contra a doença.

“É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha”, disse a família, em nota.

Uma década de filiação do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus

História da cultura ilheense.

História da cultura ilheense.

O ano de 2011, portanto, há 10 anos, foi um ano emblemático na vida desse doublé de professor, jornalista, advogado, empresário de comunicação fundador dos jornais e portais de notícias Direitos e o Compasso e autor de livros nas “horas vagas.”

Nesse ano com um grupo de intelectuais de Itabuna, fundamos no dia 4 de abril, a Academia Grapiúna de Letras (AGRAL), a primeira academia de letras de Itabuna, já no dia 5 de maio – dia do meu aniversário – fui empossado na cadeira 21, cujo patrono é Francisco Borges de Barros e tem como fundador Paulo Cardoso Pinto, na Academia de Letras de Ilhéus/ALI (fundada no dia 14 de março de 1959), realizando um sonho acalentado a muito tempo. E ainda nesse mesmo mês, dia 20, junto com um grupo de operadores do Direito sulbaiano, idealizamos e fundamos a Academia de Letras Jurídica do Sul da Bahia (ALJUSBA), a primeira do gênero a ser implanta no interior do estado.

 No começo daquele ano, dia 10 de janeiro, enquanto historiador formado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), especialista em História Regional (UESC) e professor de História da rede pública estadual da (SEC/BA) a mais de duas décadas, o ápice foi ter sido aceito pelo Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus (IHGI) como membro efetivo, na gestão do historiador e professor-doutor da UESC André Luiz Rosa Ribeiro, que então presidia o órgão.

O Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus (IHGI), foi fundado em 28 de Junho de 1953, é uma sociedade civil de caráter científico e cultural, reconhecida de utilidade pública municipal pelo Decreto nº 2.929 de 6 de novembro de 2001, com a finalidade de promover o estudo e a divulgação da História e dos aspectos geográficos regionais, mediante conferências públicas, publicações de obras científicas, conservação e guarda de documentação, manutenção de intercâmbio com instituições congêneres do estado e do país, manutenção de bibliotecas e arquivos especializados, promoção de cursos abertos à comunidade, assim como colaborar com os poderes públicos nas solenidades cívicas que se realizem, a exemplo do 28 de Junho – Dia da Cidade (Lei Municipal nº 921 de 10/03/1967).

Vale salientar que, grande parte do conhecimento produzido sobre a história da antiga capitania de São Jorge dos Ilhéus até os dias de hoje foi produzido por seus sócios e apresentado em forma de teses acadêmicas, livros didáticos e científicos, assim como por palestras em inúmeros eventos culturais.

Por Vercil Rodrigues

Nota da cultura Hip Hop Ilhéus sobre a exclusão de Marcolino Poeta para candidato a Conselheiro de Cultura

Marcolino

Marcolino, poeta.

No ano de 2019, O grupo Cultura Hip Hop-Ilhéus/BA criado no Whatsapp no dia 26 de Fevereiro. O objetivo do grupo era e continua sendo discutir o cenário Hip-Hop de forma coletiva. Reunindo artistas e outras/os trabalhadoras/es envolvidos nessa cena, para que possamos dialogar e juntos lutar pelos nossos direitos e reivindicações, fortalecendo o Polo da Cultura Hip-Hop em Ilhéus.

A época ocorria o processo eleitoral para escolha dos conselheiros de cultura como está ocorrendo nos dias atuais.

A presidente do Conselho (Biênio 2019-2021), recebeu de nossas mãos, com nossas assinaturas e com mais de trinta e cinco fazedores desta nossa cultura um documento que constava nossa reivindicação de criação do Setorial de Hip Hop como existe em outras cidades e estados.

Havia um acordo em que o Mandato da presidente do Biênio 2019-2021 iria dialogar com o pleno do conselho para que nossa reivindicação fosse atendida. Infelizmente nossa reivindicação deixou de ser atendida.

O tempo passou, estamos em 2021, nova eleição do CMC está em curso e em nenhum momento nem a presidente, nem ninguém procurou a cultura hip hop para dialogar sobre esta nova eleição e pior, nosso setorial de hip hop continua sem existir e estamos caminhando para ficarmos sem representação.

Sem alteração na composição do Conselho Municipal de Cultura e sem a inclusão de uma representação da Cultura Hip Hop, fomos pegos de surpresa ao saber que no Diário Oficial de Ilhéus do dia 22 de fevereiro, um regimento eleitoral estabelecia menos de cinco dias para que eleitores e candidatos colocassem seus dados e cadastrasse para participar desta nova eleição.

Após as sucessivas investidas contra nossa cultura, Indicamos em conjunto com os Quilombolas, Movimento Negro, Coletivos de Juventude Negra, Hip Hop de Ilhéus, Coletivo de Mulheres Trancistas de Ilhéus a candidatura de Marcolino Vinicius Vieira (Marcolino Poeta) para concorrer em favor da cultura hip hop e destas outras agremiações. Infelizmente novamente fomos pegos de surpresa com a candidatura indeferida.

Acreditamos que se assim permanecer é uma violência alusiva ao racismo institucional contra a maior cultura de rua existente que é o Hip Hop e contra as demais agremiações desta coalizão.

Considerando que não temos nenhuma representação do Hip Hop e Câmara Setorial e diante do exposto, solicitamos que a Comissão Eleitoral não seja conivente a essa violência com um membro de nossa cultura e que de forma imediata defira a candidatura de Marcolino Vinicius Vieira (Marcolino Poeta) para que concorra a vaga de conselheiro de cultura no setorial de cultura afro para nos representar. Assinam esta nota: Movimento Hip Hop de Ilhéus/MVAB/movimento Quilombolas Morro dos Miriquis e Quilombolas Alto Terra Nova / Movimento Negro/Coletivo de Juventude Negra Baiana / Coletivo de Mulheres Trancistas de Ilhéus.

WhatsApp Image 2021-03-04 at 10.08.39

Último Encontro da Oralidade com Mãe Ilza Mukalê acontece nesta quinta-feira

Oralidade e cultura em Ilhéus.

Oralidade e cultura em Ilhéus.

Para o último Encontro da Oralidade, nesta quinta-feira (25), Mãe Ilza Mukalê recebe a convidada Laís Santos para um bate-papo sobre o tema “Mãos que tecem a vida”. A transmissão será pelo canal da ONG Gongombira no YouTube, a partir das 19 horas. 

A convidada da semana é administradora de formação e sócia-proprietária da marca MonaLay – Moda Étnica, fundada em 2016. Além disso, Laís já foi monitora do curso de tecelagem, no Terreiro São Jorge Filho da Gomeia (2004/2008), coordenadora de curso de corte e costura (2016/2018) e responsável pela coordenação de confecção de figurinos do Projeto Cultural Bankoma (2000/2019). 

O projeto Encontros da Oralidade é uma realização da ONG Gongombira, com apoio da Ativa Ideia, Rede Matamba e apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (FPC) (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

Karol Conká é eliminada com a maior rejeição da história do BBB

Karol já está na rua.

Karol já está na rua.

Karol Conká foi eliminada do BBB21 no quarto Paredão do reality com 99,17%, na noite desta terça-feira (23). Com isso, a cantora e apresentadora curitibana passa a fazer parte do ranking de maiores rejeições da história do Big Brother Brasil na primeira colocação.

A cantora disputou o paredão ao lado de Artur e Gilberto, e saiu da casa com 99,17% dos votos, superando Nego Di, que foi eliminado com 98,76 dos votos. 

O instrutor de crossfit recebeu 0,54% dos votos, e Gilberto, 0,29%.

Texto e foto. Gshow. 

ONG Gongombira promove terceiro Encontro da Oralidade nesta quinta-feira

ONG Gongombira Ilhéus.

ONG Gongombira Ilhéus.

Em clima de carnaval, Mãe Ilza Mukalê recebe, nesta quinta-feira, dia 18, Géssica Neves, coordenadora de dança do Bloco Afro Bankoma. O terceiro Encontro da Oralidade começa às 19 horas, no canal da ONG Gongombira no YouTube. 

O bate-papo terá como tema “Poesia dos corpos: a mulher e a dança afro-banto”. Géssica é graduanda em Pedagogia e atualmente é coordenadora da Ala de Dança do Bloco Afro Bankoma e Conselheira Municipal de Cultura, no setorial de Patrimônio Cultural de Lauro de Freitas 

O projeto Encontros da Oralidade é uma realização da ONG Gongombira, com apoio da Ativa Ideia, Rede Matamba e apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (FPC) (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

Primeiro Encontro da Oralidade virtual acontece nesta quinta, dia 4

Evento será online.

Evento será online.

O primeiro Encontro da Oralidade virtual acontece nesta quinta-feira, dia 4, a partir das 19 horas, no canal da ONG Gongombira no YouTube. Mãe Ilza recebe Mãe Lúcia Kamurici do Terreiro de São Jorge Filho da Goméia, para conversar sobre “Saberes Ancestrais: a arte da confecção do pano da costa”. 

Mãe Lúcia, primeira convidada da nova edição dos Encontros da Oralidade, é Mameto de N´kise do Terreiro São Jorge Filho da Goméia, com mais de 70 anos de ativismo na luta pela preservação da cultura de matriz africana. Além disso, é Presidenta do Bloco Afro Bankoma desde 2011 e membro da Comissão Nacional da Ação Griô. 

O projeto Encontros da Oralidade é uma realização da ONG Gongombira, com apoio da Ativa Ideia, Rede Matamba e apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (FPC) (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

:: LEIA MAIS »

Livraria Papirus encerra atividades com loja física em Ilhéus

Empresa migra para vendas virtuais.

Empresa migra para vendas virtuais.

A Livraria Papirus, fonte de leituras para muitos ilheenses e turistas que na cidade chegavam, anunciou o encerramento de sua atividades com loja física em Ilhéus

Após 24 anos de história, incentivando a leitura, servindo de espaço cultural, acolhendo crianças, jovens e adultos amantes da literatura, a Livraria Papirus anunciou o encerramento de suas atividades físicas em Ilhéus, na Rua D. Pedro II, no Centro.

A ideia é fazer nova aposta. Buscar e criar novas oportunidades. Achar possibilidades melhores dentro de uma crise. E assim, seus gestores optaram por migrar da loja física para uma loja virtual, com menos custos e capacidade maior atendimento, considerando que poderá vender para todo o Brasil via frete.

Fonte: Portal Ilhéus

Clique no leia mais e confira a mensagem dos gestores da loja comunicando a decisão:

:: LEIA MAIS »

ONG Gongombira promove Encontros da Oralidade virtuais com Mãe Ilza Mukalê e convidados

Cultura Ong Gomgobira.

Cultura Ong Gongombira.

A Organização Gongombira de Cultura e Cidadania irá realizar, durante o mês de fevereiro, mais uma edição do projeto Encontros da Oralidade com Mãe Ilza Mukalê. Nos dias 4, 11, 18 e 25, sempre às 19h, a matriarca do Terreiro de Matamba Tombenci Neto receberá convidados no canal da instituição no YouTube. 

O projeto é uma realização da ONG Gongombira, com apoio da Ativa Ideia e apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (FPC) (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

No dia 4 de fevereiro, Mãe Ilza Mukalê receberá Mãe Lúcia Kamurici, do Terreiro de São Jorge Filho da Goméia, para conversar sobre “Saberes Ancestrais: a arte da confecção do pano da costa”. Mãe Lúcia tem mais de 70 anos de ativismo na luta pela preservação da cultura de matriz africana, é Presidenta do Bloco Afro Bankoma desde 2011 e membro da Comissão Nacional da Ação Griô. 

Na semana seguinte, dia 11, será a vez de Mãe Ilza receber o percussionista Gabi Guedes, para conversar sobre “Atabaques sagrados: música e devoção dos povos de terreiros”. Gabi tem um extenso currículo, já tocou com grandes nomes da música baiana e internacional, de Margareth Menezes a Jimmy Cliff. 

Dia 18, Mãe Ilza receberá Géssica Neves (Makota Meankiatoala), graduanda em Pedagogia e coordenadora de Dança da Ala de Dança do bloco Afro Bankoma, para conversar sobre o tema “Poesia dos corpos: a mulher e a dança afro-banto”.  

O último encontro, no dia 25 de fevereiro, será com a convidada Lais dos Santos (Makota Kejesu) e o tema a ser discutido será “Mãos que tecem a vida”. Laís é responsável pelas relações institucionais entre as Comunidades Tradicionais de Terreiros de candomblé e Quilombolas, Confecção de Adereços e estética Afro pelo projeto cultural Bankoma. 

Orçamento da saúde destina R$ 85 mil para o Grupo Lesbos de Ilhéus

Parada Gay de Ilhéus.

Parada Gay de Ilhéus.

O Grupo Lesbos (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Homemtrans e Travestis) de Ilhéus, receberá R$ 85 mil reais da secretaria de saúde do Município. 

O valor é referente a obras e instalações da Entidade e está incluído no orçamento da secretaria de saúde para o ano de 2021.

Atualmente, o Grupo Lesbos tem na presidência Diala Magalhães, que concorreu ao cargo de vereadora, na eleição de 15 de novembro, mas obteve apenas 61 votos.

Clique e veja o valor.

anuncie whatsapp

ILHEUS TONELADAS DE LIXO SAO RECOLHIDOS NA OPERACAO CIDADE LIMPA

abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  




web