FIES

Rombo no FIES

Um esquema que pode ter desviado R$ 1 bilhão para 20 instituições de ensino. As investigações ainda estão no início. O Ministério da Educação (MEC) suspeita que a fraude no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pode ser muito maior do que as primeiras estimativas.

Na reportagem publicada pela revista Veja desta semana revela que um grupo de auditores descobriu que o programa foi alvo de irregularidades que beneficiaram faculdades privadas impedidas de receber recursos do governo federal.

Em nota, o MEC confirmou ter detectado, em novembro do ano passado, indícios de irregularidades na concessão de empréstimos a estudantes. A pasta solicitou o apoio da Polícia Federal e da Controladoria-Geral da União (CGU).

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afastou o coordenador do programa, Flávio Carlos Pereira, que ocupava o cargo desde 2012, nomeado no governo Dilma Rousseff (PT). O servidor nega as irregularidades.

Criado há duas décadas, o Fies é considerado uma das mais importantes ações sociais do governo federal. O programa já investiu mais de R$ 100 bilhões na formação superior de estudantes carentes.