Vista aérea de Conquista.

Vista aérea de Conquista.

Vitória da Conquista é a segunda melhor cidade do Nordeste Brasileiro para se viver. De acordo com o Índice dos Desafios da Gestão Municipal (IDGM) divulgado nessa terça-feira (9), a Joia do Sertão Baiano é destaque entre os 100 maiores municípios do Brasil. Atualmente, Vitória da Conquista ocupa o 51º lugar no ranking geral do IDGM, com a nota 0,639. Na última década, o município evoluiu 44 posições no índice, foi a que mais avançou nesse período. Onze dessas posições foram superadas apenas em 2019, um claro reflexo dos investimentos da Prefeitura Municipal no desenvolvimento e qualidade de vida.

O IDGM é realizado pela consultoria Macroplan, oferecendo um diagnóstico dos resultados alcançados pelas gestões municipais em 2019, traçando um comparativo com o cenário dos últimos 10 anos. O estudo avalia 15 indicadores dentro de quatro eixos estratégicos: educação, saúde, segurança e saneamento e sustentabilidade. Nesse último, Conquista teve o seu melhor desempenho, ocupando o 18º lugar em todo o Brasil. 

De acordo com a pesquisa, Vitória da Conquista teve destaque na área da educação. A cidade foi a melhor em crescimento nas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Ensino Fundamental I e II, na última década. Além disso, o estudo mostrou que 96,7% das crianças de 4 a 5 anos estão matriculadas na pré-escola. Conquista ganhou 14 posições na Educação, na comparação com o último ano. A taxa de mortalidade infantil caiu em 53,9% na cidade, nos últimos 10 anos. Dos 100 municípios avaliados, Conquista apresentou o segundo melhor resultado nesse quesito, ficando com a taxa de mortalidade abaixo da média dos 100+. A cobertura das equipes de atenção básica também avançou, saindo de 55,6%, em 2016; para 60,3%, em 2018. Somando-se aos demais indicadores, esses resultados fizeram o município avançar 51 posições no ranking geral da área da saúde, na última década.