Presidente na tribuna da CMI.

Presidente na tribuna da CMI.

Na sessão ordinária desta quarta-feira (10), o presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus usou a tribuna do parlamento para anunciar uma das medidas mais drásticas que pretende adotar nas próximas semanas. 

O mandatário do Poder Legislativo disse sobre a necessidade de “cortar na carne” e promover a redução de salários dos assessores parlamentares e dos cargos comissionados indicados pelos vereadores. O presidente alegou que, após aumento do número de parlamentares passando de 19 para 21, além das nomeações de assessores e de cargos comissionados, elevou a despesa da Câmara, com o mesmo repasse do duodécimo, sem nenhum aumento. 

A proposta de redução salarial cortando na carne ainda precisa passar pela análise dos vereadores, que foram convocados para reunião na próxima sexta-feira (12) no gabinete do presidente. 

O presidente não mencionou em seu discurso se a redução salarial também alcançará os 21 vereadores, que recebem por mês mais de R$ 12 mil reais dos cofres públicos.