Tudo destruído pelo chão.

Tudo destruído pelo chão.

O agente de trânsito de Ilhéus Itamar de Almeida Teixeira, 35 anos, ao ser interrogado pela delegada Rita de Cassia Ribeiro de Oliveira, relatou que vem sendo vítima de perseguição há mais de 01 ano no setor de trabalho, que inclusive fora agredido fisicamente no dia 20 de janeiro, e que ao se dirigir a delegacia, os agressores chegaram primeiro e registraram o boletim de ocorrência, sendo impedido pelo agente de polícia de registrar o boletim com o mesmo fato. 

Ainda de acordo com agente de trânsito, no dia 01 de fevereiro ao verificar seu contra-cheque havia apenas o valor de R$ 29,00 reais, e que o seu salário é de R$ 1.200,00, e ao chegar no setor, o chefe não se encontrava, no dia seguinte retornou à sede do órgão para conversar com o chefe, foi quando em dado momento sentiu alguma coisa diferente e não se recorda de ter destruído os materiais da SUTRAM. 

O servidor está afastado de suas funções por prescrição médica e afirmou que vem sendo perseguido pelos agentes Rodrigo Cerqueira, Clovis Evangelista, Gabriel Lima e Rogério Buralho. No dia da agressão há cerca de 01 ano, o agente de trânsito relatou que o servidor Gabriel Lima segurou a sua camisa e desferiu dois tapas na região do peito. 

Relembre o caso.

O Agente de Trânsito Itamar de Almeida Teixeira entrou na SUTRAM (Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade) de Ilhéus jogou equipamentos no chão e destruiu teclados, monitores, gabinetes e outros objetos, deixado os objetos revirados e destruídos no local.

A polícia militar foi acionada e conduziu o servidor público a delegacia, que teve a prisão em flagrante convertida em liberdade provisória concedida pela juíza Emanuele Vita Leite Armede. 

149013483_765741697713942_6582352259725317772_n