Homem não resistiu.

Homem não resistiu.

Carlon Ramos Santos, vulgo Zói, esfaqueado nesta terça-feira (12) na Central de Abastecimento do Malhado, não resistiu aos ferimentos e faleceu no centro cirúrgico do hospital Costa do Cacau, às 14h30.

De acordo com Rodrigo Santos Ramos, seu irmão era dependente químico e foi esfaqueado na localidade conhecida como Malvinas, área de intenso uso de entorpecentes, segundo a polícia. 

O caso foi encaminhado para o Núcleo de Homicídios da 7ª COORPIN, coordenado pelo delegado Hélder Carvalhal.