Policial considerado de alta periculosidade.

Policial considerado de alta periculosidade.

Investigadores da polícia civil com apoio da polícia militar prenderam, nesta terça-feira (12) um miliciano acusado de envolvimento no assassinato do contraventor Fernando Iggnácio, morto em novembro de 2020.

Rodrigo da Silva Neves foi localizado em uma pousada na cidade de Canavieiras. Contra ele havia um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça do Rio de Janeiro. 

O acusado é policial militar e estava foragido. Ele e outros três homens foram identificados pela equipe da DHC por envolvimento no assassinato. O miliciano passou por exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus e está à disposição da justiça carioca.