Escuta, presidente, de fato e direito.

Escuta, presidente, de fato e direito.

Com a renúncia já aguardada do PM César Porto, na Câmara de Vereadores de Ilhéus, durante sessão ordinária ocorrida na última quarta-feira (25), ficou para o vereador Luiz Carlos “Escuta” (PSD), resolver o problema do ticket alimentação dos assessores e demais servidores da Casa, que foram surpreendidos com o corte do benefício de R$ 500,00 pelo ex-vereador César Porto. 

Agora, de posse da caneta do poder, Escuta, querendo, pode regularizar a situação dos hipossuficientes, autorizando o pagamento à empresa UP, responsável pelo crédito nos cartões. 

Vale salientar que a decisão tomada pelo ex-vereador, mesmo sendo de maneira abrupta, não foi totalmente isolada, já que a Mesa Diretora é composta por 4 vereadores e todos respiram e falam a mesma língua.