TSE apura possível irregularidade.

TSE apura possível irregularidade.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) identificou que 64 mil pessoas beneficiadas com o auxílio emergencial fizeram doações a candidatos no primeiro turno das eleições municipais deste ano.

O relatório é do Núcleo de Inteligência da Justiça Eleitoral. O documento aponta que os repasses feitos pelos beneficiários somam mais de R$ 54,5 milhões.

Segundo a área técnica do TSE, houve, nas eleições, impacto significativo das verbas fornecidas pelo governo federal ao auxílio. Até o momento, cerca de R$ 589 milhões são investigados pelo tribunal. 

O levantamento traz a informações de que há 31.725 fornecedores de campanha entre beneficiários do Bolsa Família ou do auxílio emergencial. Empresas com esse propósito receberam, juntas, R$ 386 milhões.