Jornalista representante de Ilhéus.

Jornalista representante de Ilhéus.

A matéria “Evasão de passageiros traz discussão sobre tarifa ao centro das eleições”, escrita pelo jornalista Jonathan Souza, de Ilhéus, e o estudante de Jornalismo Daniel Brito, de Salvador, é uma das três finalistas do Prêmio 99 de Jornalismo, na categoria Jovens Jornalistas. Os trabalhos selecionados foram divulgados na terça-feira (17), no site do prêmio: www.premio99dejornalismo.com.br. Os vencedores serão anunciados em dezembro, em cerimônia de premiação.

Publicada no jornal Folha de São Paulo no dia 12 de outubro, a matéria aborda o desafio do financiamento do transporte público por ônibus nas cidades brasileiras, que depende, em sua grande maioria, do pagamento da tarifa. No entanto, a queda constante de passageiros pagantes, observada nos últimos anos e ampliada durante a pandemia do novo coronavírus, tem colocado em risco a manutenção desse serviço essencial. De acordo com a NTU (Associação das Empresas de Transportes Urbanos), o setor perdeu 37,4% da demanda entre 2013 e 2019. Em 2020, essa queda chegou a 80% no auge da pandemia.

A dependência de financiamento apenas da tarifa gera um ciclo vicioso baseado no aumento anual dos custos, que leva ao reajuste periódico das passagens (muitas vezes, acima da inflação), que, consequentemente, provoca a redução de passageiros, diminui a arrecadação e impacta nos recursos para novos investimentos. Para romper este ciclo, a entrevistada na matéria Clarisse Linke, diretora executiva do ITDP Brasil (Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento), defende a criação de novas formas de custeio do serviço, “com parte do financiamento vindo dos orçamentos públicos ou de novas fontes de receita”.

Nascido em Jacobina, no norte da Bahia, Jonathan mora em Ilhéus desde 2012, quando iniciou seus estudos no curso de graduação em Comunicação Social (Rádio e TV), da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Durante a graduação, ele foi estagiário da Rádio UESC, atuando nas funções de produtor e repórter. Como profissional, trabalhou como assistente de comunicação no setor de Mídia e Produção da Editus (Editora da UESC) e como coordenador local do projeto MobCidades: Mobilidade, Orçamento e Direitos, no Instituto Nossa Ilhéus (INI). Atualmente, ele é voluntário na consultoria de projetos do INI, membro do Conselho Municipal da Cidade de Ilhéus e atua como freelancer nas áreas de jornalismo, assessoria de comunicação e gestão de projetos.

Sobre o prêmio

O Prêmio 99 de Jornalismo é uma ação promovida desde 2018 pelo aplicativo de mobilidade urbana 99, com foco na cobertura de mobilidade urbana. Nesta edição, a iniciativa contou com a parceria da Folha de São Paulo e teve como objetivo premiar conteúdos jornalísticos que abordassem os desafios das cidades na pandemia, em duas categorias: Profissionais de Jornalismo e Jovens Jornalistas.

Os 20 concorrentes na categoria Jovens Jornalistas participaram também do Lab 99 + Folha de Jornalismo, uma oficina de treinamento que contou com palestras de especialistas em mobilidade urbana e mentoria de jornalistas da Folha de São Paulo. Os participantes, graduandos e recém-formados nos cursos de Jornalismo e Comunicação Social de cidades brasileiras, foram selecionados por meio de um edital que teve inscrições abertas até o dia 19 de julho.

Os trabalhos das duas categorias foram selecionados por um júri formado por profissionais atuantes nas áreas de jornalismo e mobilidade urbana. A coordenação e validação dos resultados foi realizada pela Folha de São Paulo.

Para ler a matéria completa, é só acessar o link: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/10/evasao-de-passageiros-nos-onibus-traz-discussao-sobre-tarifa-ao-centro-das-eleicoes.shtml.