pm ilheus fabio roberto embasa



prefeitura ilheus


ADUSC ingressa com pedido para acompanhar ação contra reabertura do comércio em Ilhéus

Fachada do MP Ilhéus.

Fachada do MP Ilhéus.

Nesta segunda-feira (08), a Assessoria Jurídica da ADUSC ingressou com o pedido de Amicus Curiae (Amigo da Causa) para acompanhar a ação civil pública que pede a suspensão da reabertura do comércio em Ilhéusm ajuizada no dia 03 de junho pelo Ministério Público da Bahia.

A ação do MP foi atendida pela Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, que intimou a prefeitura a se pronunciar no prazo de 72h, a partir do dia 05.

Com o pedido de inclusão da ADUSC, que agora seguirá para a apreciação do Juiz competente, a medida poderá fortalecer, ainda mais, a possível edição de uma decisão judicial contra o Decreto Municipal 042 de 01 de junho, que deu início ao plano de retomada do comércio ilheense:

“Assim, o pedido sendo aceito, nós estaremos em sintonia com o Ministério Público na tentativa de impedir, pelo momento que a cidade vive, a abertura do comércio, que poderá trazer mais perdas de vidas”, disse o Dr. Valdimiro Eutimio, advogado da ADUSC.

Na ação civil pública, em curso, o Ministério Público cita que o retorno das atividades deve estar condicionado a um cenário epidemiológico favorável, com disponibilidade regular dos leitos de UTI, estabilização do número de casos ativos, diminuição da taxa de letalidade, redução contínua da taxa de infecção diária e aumento do índice de isolamento social local. No momento, os dados sobre a pandemia do novo coronavírus em Ilhéus mostram que a cidade não vive esse cenário ideal.

No último dia 03, a ADUSC publicou uma análise feita pelo professor Zolacir Trindade de Oliveira Jr., do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (DCET) da UESC, que exibe a curva de casos na cidade em crescimento constante (veja aqui).

Além disso, é levada em conta a taxa de ocupação dos leitos de UTI no município, que permaneceu 100% em quase todos os dias entre o período de 21 de maio a 2 de junho de 2020:

“Temos de tentar convencer aqueles que podem tomar decisões que esta reabertura é um sério risco contra a vida da população ilheense. Ela deve ser revista. Devemos voltar ao isolamento social para preservar a vida das pessoas, da população”, afirmou o professor Zolacir.

De acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde da Bahia, Ilhéus registra 715 casos confirmados de Covid-19 e 36 mortes pela doença.

A ADUSC seguirá firme contra o decreto municipal e manterá a categoria docente informada sobre esse processo. É preciso se posicionar. Vidas acima do lucro!

1 resposta para “ADUSC ingressa com pedido para acompanhar ação contra reabertura do comércio em Ilhéus”

  • Vera Solange disse:

    Vidas acima do lucro?! Alguém já parou pra pensar que o comerciante também está tentando sobreviver? Muito fácil julgar o outro quando se recebe salário do governo e está em paz em casa porque sabe que vai receber no final do mês. Ninguém parou pra pensar que o comerciante também tem família,filhos pra sustentar e empregos que dependem do comercio dele? E estamos sós, não há auxílio, não há salário e também não há trabalho porque não podemos trabalhar. Como vamos nos sustentar? Depois de meses parados, não é questão de lucrar…é de sobreviver! A realidade financeira das microempresas no nosso país é que não tem capital de giro pra pagar as contas por tanto tempo. Se a gente não voltar, muitas empresas vão falir, ainda mais desempregos vão acontecer! Não se esqueçam, que a fome também mata! Ass:uma pequena comerciante, cidadã, mãe e não vilã da sociedade.

Deixe seu comentário

anuncie whatsapp

ILHEUS TONELADAS DE LIXO SAO RECOLHIDOS NA OPERACAO CIDADE LIMPA

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  




web