prefeitura ilheus embasa




:: 15/maio/2020 . 21:02

Sindimed rebate declarações do secretário Fábio Vilas Boas

Presidente do Sindimed-BA.

Presidente do Sindimed-BA.

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia tomou como surpresa e indignação as postagens do secretário Fábio Villas Boas que, segundo estas, imputam à classe médica o descaso de ter “apenas” 80 inscritos em três dias para um salário oferecido de “até 19 mil reais” e fez uma referência ao Sindimed-BA, que demonstrou, com números baseados nos dados do Cremeb, não faltar médicos na Bahia.

Em primeiro lugar, um verdadeiro gestor, ao perceber uma suposta “baixa adesão” de candidatos a trabalho com vencimentos aparentemente atraentes deveria antes fazer um “mea culpa” antes de agredir ainda mais a dignidade de uma classe sofrida e que está tensionada ao extremo neste momento de incertezas. 

O secretário deveria olhar a retrospectiva de seis anos de gestão onde nunca lutou para dar aumento e nem reposição inflacionária dos médicos da Sesab. Nunca promoveu concurso público, apesar de dez anos sem concurso para médico, e vimos isso acontecer para policiais e professores.

O secretário permitiu que fossem precarizados ainda mais os vínculos por pessoas jurídicas onde atrasos de três a seis meses são a rotina e o calote é frequente. As queixas nos atrasos das aposentadorias é uma realidade recorrente. A Sesab, em 2019, fez uma proposta indecente para contratar médicos por sorteio, sem qualquer segurança de qualidade técnica para a população.

:: LEIA MAIS »

Diretoria da AMEI se reúne com prefeito de Ilhéus Mário Alexandre

Líderes evangélicos com Marão.

Líderes evangélicos com Marão.

Em solidariedade com as autoridades locais, quanto ao enfrentamento do coronavírus, a diretoria da AMEI, juntamente com o pastor Israel, líder das igrejas Assembléia de Deus e também anfitrião, se reuniram com o prefeito Mário Alexandre (PSD), nesta sexta-feira, 15. Na oportunidade, o prefeito esclareceu aos presentes a atual situação do município e como está diuturnamente envolvido nas soluções de combate ao COVID-19, Coronavirus.

Explicou que a cidade dispunha de 11 leitos de UTIs sendo acrescido para 36 leitos podendo chegar à 56 leitos o que traria maior equilíbrio para a população.

Foram adotadas várias medidas de restrição dentre elas a mais dura foi fechar o comércio e a suspensão dos cultos religiosos de todas as denominações.

Dada a palavra aos presentes, o presidente da AMEI, pastor Gilmar Bomfim, salientou ao prefeito que em momento algum os pastores foram contrários aos decretos de isolamento social e restrição de abertura dos templos, o maior erro foi a falta de comunicação entre o gabinete de crise e os lideres evangélicos que todos foram pegos de surpresa, trazendo assim, sérios problemas ministeriais.

Gestor fala sobre a pandemia em Ilhéus.

Gestor fala sobre a pandemia em Ilhéus.

Além disso, os pastores também abordaram diversos pontos críticos que poderiam ser melhorados caso o prefeito e sua equipe ouvissem mais o seguimento, falou o pastor Gilmar.

O pastor Israel anfitrião e líder das igrejas Assembléias de Deus, perguntou ao prefeito se já existia alguma informação plausível para a flexibilização dos cultos. Segundo o prefeito, assim que tivessem instalados os leitos de UTIs na capacidade de 56 e com médicos preparados para exercer suas atividades, aí poderia pensar na possibilidade dessa flexibilização.

O prefeito também salientou que essa foi sua primeira reunião presencial desde o início da Pandemia, agradeceu aos presentes o cuidado de terem mantidos a distância e os cuidados necessários para essa reunião.

Vários pastores fizeram questionamentos e todos foram respondidos pelo prefeito o qual ao final pediu mais um voto de confiança e credibilidade dos pastores nesse momento de muitas informações falsas (Fake News) e que o pastor Gilmar estaria sendo informado diariamente das medidas adotadas pelo gabinete de crise e que este por sua vez poderia compartilhar essas informações em seus grupos de redes sociais.

Por fim, o pastor Roberto Cerqueira, secretário executivo, agradeceu a presença do prefeito Dr. Mário Alexandre e sua equipe que de pronto atendeu o convite da AMEI para que fossem tiradas todas essas duvidas.

Airton de Carvalho confirma saída da secretaria de comunicação de Ilhéus

Airton continuará no governo.

Airton continuará no governo.

Na manhã desta sexta-feira (15) o Site Fábio Roberto Notícias conversou com o secretário de comunicação de Ilhéus, Airton de Carvalho, e, na oportunidade, confirmou que está deixando a pasta até a próxima semana. 

Perguntando acerca do sucessor, Airton apenas de limitou a dizer que está fazendo o processo de transição com o chefe de gabinete, Mauro Alves, porém não confirmou se irá ocupar a titularidade da pasta. 

O primeiro a sentar na cadeira da comunicação do governo municipal, foi o radialista e empresário, Alcides Kruschewsky, conhecido como Pai Cidão, em seguida, o publicitário Hélio Ricardo, logo depois, o ainda secretário Airton Carvalho, que está no cargo desde novembro do ano passado. 

Acidente gravíssimo com vítima fatal no trevo de Camacan

Violência do impacto causou a morte.

Violência do impacto causou a morte.

Por volta das 06h30 da manhã desta sexta-feira (15) foi registrado um acidente gravíssimo com vítima fatal na BR-101, no trevo da cidade de Camacan, no sul da Bahia.

De acordo com a polícia, um caminhão colidiu frontalmente com uma L200 com placa de Salvador, e no impacto, o condutor veio a óbito preso nas ferragens. 

No momento do acidente, a pista apresentava grande quantidade de neblina, o que possivelmente contribuiu para o fato.  

Corpo de Bombeiros e SAMU 192 foram acionados, para o resgate dos sobreviventes. Não há informações sobre o estado de saúde do condutor do caminhão. 

IMG-20200515-WA0118

IMG-20200515-WA0112

Governo Rui Costa descumpre decisão judicial e não paga verbas rescisórias dos demitidos do Hospital Costa do Cacau

Trabalhadores cobram pagamento.

Trabalhadores cobram pagamento.

Cerca de 330 funcionários demitidos do Hospital Regional Costa do Cacau denunciam o governo da Bahia pelo não pagamento das verbas rescisórias. Na época, o hospital era administrado pela empresa GERIR.  

De acordo com um dos trabalhadores ouvido pela reportagem do Site Fábio Roberto Notícias, a justiça do trabalho já intimou o governo por 3 vezes, para o cumprimento da obrigação, mas o estado não cumpre a determinação judicial ignorando as necessidades dos trabalhadores em meio à pandemia.

Muitos trabalhadores relataram que não tiveram as carteiras dado baixa, além das licenças maternidade não pagas pelo Estado, um desrespeito sem precedentes aos pais de família, ferindo a garantia de pagamentos em caso de demissão dos terceirizados.

Os demitidos prometem fazer um grande protesto na porta do Hospital, com a presença da imprensa regional, a fim de que seus direitos sejam garantidos.

Confira a sentença do juiz Cairo Júnior

Vídeo:


debenhams
anuncie whatsapp

ILHEUS TONELADAS DE LIXO SAO RECOLHIDOS NA OPERACAO CIDADE LIMPA

maio 2020
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  




web