Ilhéus: 80 trabalhadores da OAS são demitidos

80 pais de família na rua.

80 pais de família na rua.

Cerca de 80 trabalhadores da empresa OAS, responsável pela construção da nova ponte, em Ilhéus, foram demitidos nesta segunda e terça-feira. Apesar da demissão em massa, a obra está funcionando normalmente. De acordo com informações, os funcionários estão com medo de contágio do Coronavírus, devido à empresa deixar de fornecer equipamentos de proteção como máscara, álcool em gel e luvas descartáveis.

Conforme o Site apurou, os trabalhadores se aglomeram na hora de bater o ponto, no almoço e até nas reuniões, correndo sério risco de contaminação. A obra que está chegando na fase final ainda conta com 150 trabalhadores da OAS, além das empresas terceirizadas, que devem seguir o mesmo caminho demitindo os colaboradores. 

Coincidentemente, após o decreto do prefeito Mário Alexandre determinando a suspensão das atividades do comércio, como também das empresas de transporte coletivo e outros setores da cidade, a OAS ao invés de manter os colabores em regime de quarentena decidiu demitir em massa, para possivelmente, fugir das despesas e dos encargos trabalhistas. 

Por outro lado, o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada e Montagem Industrial (SINTEPAV), filiada à Força Sindical, tomou conhecimento da situação, mas ainda não se pronunciou para defender a classe. 

1 resposta para “Ilhéus: 80 trabalhadores da OAS são demitidos”

  • Regus disse:

    Boa noite, não eh só OAS, a empresa AXXO também, que está fazendo a reforma do aeroporto e do hospital regional, demitiu 10 funcionarios em plena quarentena, e também não está dando suporte aos funcionários com essa Pandemia, e está usando os ajudantes para serviços de profissionais sem treinamento, isso tudo para baratear os custos

Deixe seu comentário

anuncie whatsapp

ILHEUS TONELADAS DE LIXO SAO RECOLHIDOS NA OPERACAO CIDADE LIMPA

março 2020
D S T Q Q S S
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  




web