Leal pode ir nas missas.

Leal pode ir nas missas.

A juíza Emanuele Vita, titular da 1ª Vara Criminal de Ilhéus, liberou o investigado Paulo Eduardo Leal do Nascimento para ir aos cultos aos domingos, no horário das 18hs às 20hs. A magistrada atendeu o pedido da defesa, nesta quarta-feira, 11, arrolado no processo nº 0300554-62.2019.8.05.0103.

Paulo Leal é servidor efetivo da Câmara de Vereadores de Ilhéus, mas está afastado das atividades por tempo indeterminado, diante das medidas cautelares impostas pelo tribunal de justiça da Bahia, com base nas investigações da Operação Xavier, deflagrada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, que tem à frente o eminente Promotor Frank Monteiro Ferrari. 

Esse é o segundo pedido feito pela defesa dos investigados na Operação Xavier e atendido pela magistrada. O primeiro requerimento atendido foi em favor do ex-vereador e secretário Valmir Freitas, que está autorizado frequentar os cultos na igreja Batista Lindinópolis, no bairro da Conquista, e, agora, Paulo Leal, que poderá participar das missas na igreja católica do Nelson Costa e Hernani Sá.