Leal está no seio da família.

Leal está no seio da família.

O secretário-geral da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Paulo Eduardo Leal do Nascimento, após deixar a prisão na semana passada, em Ilhéus, agradeceu as orações dos familiares, amigos e até a solidariedade dos vereadores.

Leal é investigado pelo Ministério Público dentro da Operação Xavier, por fazer parte de uma das maiores organizações criminosas instaladas na Câmara de Vereadores de Ilhéus, que teve início na gestão do ex-presidente Josevaldo Machado (Drº Jó) estendendo até à presidência de Lukas Paiva (PSB).  

O promotor Frank Monteiro Ferrari, titular da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, descobriu que Paulo Leal fazia o jogo dos últimos 03 ex-presidentes entre os anos de 2015 a 2018, escondendo os editais de licitação, para favorecer as empresas já previamente escolhidas pelo setor de licitação em troca de propina.