Suplentes devem ser empossados.

Suplentes devem ser empossados.

Com o afastamento do vereador e médico Aldemir Almeida, além da prisão preventiva do vereador Tarcísio Paixão, ambos do PP (Partido Progressista), o presidente da Câmara de Ilhéus, César Porto (PDT), é obrigado convocar os suplentes para as respectivas vagas, dando a devida posse. 

Os parlamentares foram afastados por tempo indeterminado, na Operação Chave E, desencadeada na última quarta-feira, 15, pela 8ª Promotoria do Ministério Público de Ilhéus, GAECO e com apoio da polícia rodoviária federal, que desvendou esquemas fraudulentos praticados por vereadores e empresas de contabilidade e de licitações e outros agentes públicos da Câmara Municipal. 

Assim que o ex-presidente da Câmara, Lukas Paiva (PSB) se entregar à justiça, César Porto deve empossar imediatamente o suplente, como prevê a luz do Regimento Interno da Casa. 

Lukas Paiva está foragido, desde a última quarta-feira, quando foi decretada a prisão preventiva pela juíza Emanuele Vita, titular da 1ª Vara Criminal da comarca de Ilhéus.