PRF e GAECO na porta da Câmara de Ilhéus.

PRF e GAECO na porta da Câmara de Ilhéus.

A 1ª Vara Criminal da Comarca de Ilhéus determinou medidas cautelares aos 09 investigados na Operação Xavier deflagrada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, com apoio do GAECO e Polícia Rodoviária Federal, na última quarta-feira, 15. 

O grupo é apontado pelo MPBA de fazer parte de esquema fraudulento na Câmara Municipal, operado entre os anos de 2001 a 2018, praticando crimes contra a administração pública, fraudes em licitações e contratos para obtenção de  lavagem de dinheiro.

A juíza Emanuelle Vita impôs as medidas contra Ariell Firmo da Silva Batista, Antônio Lavigne de Lemos, Rodrigo Alves dos Santos, Aldemir Santos Almeida, James Costa, Angelo Souza dos Santos, Joilson Santos Sá, Daniel Mendonça e Zerinaldo Marcolino de Sena. 

Confira as medidas cautelares dos investigados.

1. Proibição de frequentar a Câmara de Vereadores de Ilhéus, enquanto perdurar o processo e ficar distante do mesmo.

2. Proibição de manter qualquer tipo de contato com testemunhas e outros investigados, inclusive por meio da internet, redes sociais e telefone.

3. Proibição de ausentar-se da comarca onde reside, sem autorização judicial. 

4. Suspensão do exercício da função pública junto à Câmara de Vereadores de Ilhéus enquanto perdurar o processo, salvo com determinação judicial. 

5. Proibição de partipação de qualquer tipo de negociação e contrato licitatório envolvendo entes e órgãos públicos, tanto na esfera municipal, estadual e federal.