site antigo fabio roberto
68 cipm




Operação Chave E: Advogado Daniel Mendonça usava o cargo para procedimentos administrativos fraudulentos

PRF e GAECO na porta da Câmara de Ilhéus.

PRF e GAECO na porta da Câmara de Ilhéus.

De acordo com as investigações da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, que tem à frente o combativo promotor Frank Ferrari, responsável pela Operação Chave E, deflagrada na última quarta-feira, 15, em Ilhéus, o advogado Daniel Mendonça, filho do ex-vereador, ex-secretário municipal Alisson Mendonça, usava o cargo de Procurador Jurídico da Câmara de Vereadores, para atuar na defesa do suposto grupo criminoso, no biênio de 2017-2018.

No inquérito, Daniel é apontado como compadre de Lukas Paiva, que na época, o nomeou no cargo, velado pela impunidade, para através de sua atividade profissional como advogado, atuar nos procedimentos administrativos fraudulentos. 

Diante do vínculo com o grupo criminoso que vinha sangrando os cofres públicos na Câmara de Ilhéus, a juíza Emanuelle Vita impôs medidas cautelares ao ex-procurador, enquanto perdurar o trâmite do processo. 

1 resposta para “Operação Chave E: Advogado Daniel Mendonça usava o cargo para procedimentos administrativos fraudulentos”

  • Ilheense apaixonado disse:

    Esses novos políticos ilheenses não tem o mínimo de brios , nem seriedade no que fazem. O mal destes sabidões é achar que todo mundo é bobo. Gostaria de ver essa galera na cadeia. Escritório de malandro.

Deixe seu comentário

anuncie whatsapp

ILHEUS TONELADAS DE LIXO SAO RECOLHIDOS NA OPERACAO CIDADE LIMPA

maio 2019
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  




web