James se diz tranquilo.

James se diz tranquilo.

O ex-vereador e atual tesoureiro da Câmara de Vereadores de Ilhéus, James Costa, teve o seu aparelho celular e vários documentos apreendidos pelos policiais federais e um membro da GAECO, na manhã desta quarta-feira, 15, em sua residência, no bairro Salobrinho. 

A ação faz parte da Operação Xavier, desencadeada pelo Ministério Público Estadual, que resulta no desdobramento da Operação Citrus, que revelou esquemas de corrupção praticados por agentes públicos com o apoio de empresas de assessoria contábil e de licitações, contratadas para maquiar documentos na prática dos diversos crimes na administração pública. 

Atualmente, James é o responsável pelo pagamento dos fornecedores, vereadores, assessores parlamentares, além dos servidores da famigerada Câmara Municipal.