Promotor vê indício de organização criminosa.

Promotor vê indício de organização criminosa.

O promotor de Justiça Frank Monteiro Ferrari, titular da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, investigou dentro da Operação Xavier, que o atual presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Cesar Porto (PDT), dá indícios de continuidade dos esquemas criminosos na Câmara Municipal.

Na ação criminal que pediu a prisão preventiva de 13 investigados, o promotor Frank Ferrari afirma que grande parte das empresas que integram o núcleo operacional seguem sendo contratadas pela Câmara de Vereadores de Ilhéus na atual gestão, iniciada neste ano de 2019. 

De acordo com o Ministério Público Estadual, a Câmara de Ilhéus celebrou contrato com pelo menos 08 empresas de diferentes gêneros, alvo de investigação, por vencerem sucessíveis certames licitatórios. 

Seguem relação das empresas campeãs em licitações na Câmara de Vereadores de Ilhéus: 

Empresas investigadas na Câmara de Ilhéus

1. SCR – Serviços de consultoria contábil LTDA.

2. R&R – Consultoria e Treinamento LTDA ME.

3. IMAP – Instituto Municipal de Administração Pública.

4. RCS Informática LTDA.

5. Everton de Almeida Lima.

6. Grand Prix Construtora e aluguel de veículos LTDA.

7. Initwork – Consultoria análise e desenvolvimento de sistemas LTDA. 

8. Checon Dantas comércio de combustíveis.