Agentes de endemias tratados com respeito.

Agentes de endemias tratados com respeito.

A Prefeitura de Barro Preto, através da Secretaria de Saúde, entregou para os agentes de Endemia, na Prefeitura Municipal de Barro Preto, itens indispensáveis para a realização do trabalho de campo de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika. Entre o kit estão bolsa de lona, prancheta, lápis de cera, lanterna, picadeira, bandeira, pesca larva, pipeta, lixa, espelho, entre outros. Esse Kit foi entregue ao Município por uma ação do governo do estado.

A Prefeita Municipal, Ana Paula Silva Simões, lembrou que todas as ações e entregas até o momento condizem com o compromisso da gestão com a categoria e destacou a importância dos profissionais de saúde no controle e orientação principalmente no combate ao mosquito aedes aegypti.

A prefeita reforça o compromisso de melhoria da qualidade do serviço prestado à população e parabeniza aos agentes pelo empenho nas suas atividades.

“Parabenizo a Prefeita Ana Paula por entender que é muito importante para  Barro Preto ter seus agentes de endemias, devidamente equipados para combater com eficiência o mosquito Aedes aegypti”,  Destacou a Secretária  de Saúde Isabela Costa.

Enquanto cidades da região estão com elevados índices de casos de dengue, a situação da doença e da infestação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, Zika vírus e chikungunya, está controlada em Barro Preto. Os dados são da Vigilância Ambiental, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Barro Preto.

“Apesar da situação está controlada, a orientação é para que os Barropretenses continuem atentos para o combate de focos do mosquito em suas residências, como ralos, vasos sanitários e vasos de flores e tenham uma atenção especial para a disposição correta do lixo”, chama atenção o supervisor de endemias Humberto Pereira da Silva.

“É muito bom não ter tido nenhum caso de dengue na cidade, mas é importante estar atento que em caso de suspeita de doenças transmitidas pelo Aedes, a orientação é procurar imediatamente uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência, para seu atendimento médico e o preenchimento de notificação para posterior bloqueio vetorial”, afirma a Secretária de Saúde Isabela Costa.