No banco dos réus.

No banco dos réus.

O deputado estadual Robinho (PP) virou réu na Justiça Federal por improbidade administrativa. A ação foi movida em 2016 pelo Ministério Público Federal (MPF), que encontrou indícios de desvios de verbas e superfaturamento em contratos na área da saúde no período em que Robinho era prefeito de Nova Viçosa.

Outros seis, entre eles um vereador da cidade do Extremo-Sul, e duas empresas também viraram réus no processo.