Ilhéus está um lixão.

Ilhéus está um lixão.

O prazo para substituição de lixões por aterros sanitários termina em 2021, mas os municípios baianos ainda estão longe da meta. Segundo dados do Observatório dos lixões, da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), cerca de 68% das cidades do estado ainda não fizeram a alteração. No total, 286 localidades contam com lixões, enquanto 47 já têm aterros sanitários implantados. Outras 84 cidades não informaram a situação quanto ao prazo dado Política Nacional dos Resíduos Sólidos.

O volume de municípios que ainda não cumpriram a meta na Bahia é superior ao registrado no Brasil, cujo índice é de 43%. Em todo o país, 2,4 mil das 5,5 mil cidades têm lixões, segundo o relatório. 

Os quatro maiores municípios do estado (Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Camaçari) já estão adequados à regra e têm aterros sanitários. Por outro lado, entre os dez maiores, Juazeiro, Itabuna e Ilhéus ainda contam com lixões.