Assessores ainda lamentam ausência do vale.

Assessores ainda lamentam ausência do vale.

Após serem surpreendidos com a suspensão do vale-alimentação, os assessores parlamentares da Câmara de Vereadores de Ilhéus pedem o retorno do benefício ao atual presidente do legislativo, César Porto, o Cesinha como é conhecido, (PDT).

Os assessores estão sem o vale desde o mês de outubro do ano passado, após o ex-presidente Lukas Paiva (PSB) e com apoio de todos os parlamentares, suspender o benefício, que na época foi visto com descaso e revolta pelos servidores da Casa. 

O vale-alimentação no valor de R$ 500,00 era o complemento da renda dos trabalhadores e ajudava no sustento da família, porém da forma que os 19 vereadores agiram sem qualquer aviso, deixou os servidores insatisfeitos e muitos até passaram por constrangimento, pelo fato de estarem no caixa do estabelecimento e na hora de pagar não ter saldo no cartão. 

Não se sabe se é desejo do presidente César Porto retornar o benefício ou manter do jeito como está, pagando apenas o salário e nada mais.