Situação complicada.

Situação complicada.

O juiz Diego Lima de Castro, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), mandou o PDT baiano devolver mais de R$ 27 mil aos cofres públicos. 

De acordo com a decisão, publicada hoje no TRE, foram encontradas informações de recebimento de recursos de origem não identificadas e de despesas irregulares custeada com recursos público oriundos do fundo partidário. 

Segundo o magistrado, o valor foi usado durante a campanha eleitoral deste ano, mas não teve comprovação apresentada. Os responsáveis pelas contas são o presidente da legenda na Bahia, o deputado federal Félix Mendonça Jr, e Aldo Queiroz Batista