Clima de apreensão toma conta nos setores da prefeitura.

Clima de apreensão toma conta nos setores da prefeitura.

Clima de apreensão e desespero tomam conta dos servidores municipais de Ilhéus. Tudo porque o prefeito Mário Alexandre (PSD) e o secretário de administração Bento Lima já concluíram a lista dos servidores de 1983 a 1988 que serão demitidos por força de decisão judicial. De acordo com informações, os nomes já estão no Recursos Humanos, para que promova os desligamentos ainda na primeira semana de dezembro. 

Essa semana, o juiz Alex Venicius, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, negou os embargos declaratórios de efeito suspensivo feitos pela Procuradoria Geral do Município (Proger), além de indeferir o efeito suspensivo pleiteado por sindicatos de várias categorias e coletivos de servidores municipais.

A sentença é resultado de uma ação popular movida por candidatos aprovados no concurso público realizado pela gestão anterior, em 2015: Karoline Vital Góes, Arnaldo Souza dos Santos Júnior e Rosana Nascimento Almeida, na qual são réus o Município, o prefeito Mário Alexandre e o secretário de Administração, Bento Lima. O Ministério Público também pediu o afastamento dos servidores não concursados.