Mulher ganhou as ruas após audiência de custódia.

Mulher ganhou as ruas após audiência de custódia.

A jovem Lidiane Bruna Sales, 22 anos, acusada de matar o próprio bebê a facadas na noite do último sábado, 03, no bairro do Malhado, foi solta em audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (8), no Fórum Epaminondas Berbert de Castro, na Cidade Nova. A decisão foi do juiz da 1ª Vara do juri da Comarca de Ilhéus. 

A audiência contou ainda com a participação do Ministério Público, que em sua manifestação, opinou pela liberdade provisória da mulher, tendo em vista não possuir antecedentes criminais e a ausência de laudos periciais que pudessem sustentar a prisão de Lidiane Bruna.

Na decisão do juiz, não foi observado nenhum elemento que recomende a restrição de liberdade da mulher. O visível estado de perturbação psicológica da mulher, não é o suficiente para mantê-la presa, para garantir a proteção da ordem pública. O juiz ainda acrescentou que, devido ao estado de saúde, a prisão em desfavor de Lidiane Bruna Sales nada tem a oferecê-la e tampouco para sociedade e, por isso, decidiu pela concessão da liberdade provisória.