10527831_697285223641141_5322835801813049211_n

Morreram abraçados…

Na sessão desta quinta-feira, 01, o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas do presidente da Câmara de Itabuna, Aldenes Meira Santos (PC do B), referentes ao exercício de 2015, em função das ilegalidades em processos licitatórios. O gestor foi multado em R$ 4 mil pelas irregularidades contidas no relatório técnico. A relatoria identificou despesas exorbitantes com a elaboração e realização de concurso (R$ 425.250,00), publicidade (R$ 407.046,39), assessoria de contabilidade (R$ 208.000,00), sistema de gestão arquivista digital (R$ 88.000,00),

Também foi constatado irregularidades em serviço de buffet (R$ 72.616,40), serviço de informática (R$ 62.400,00), manutenção das impressoras (R$ 56.320,00) e serviços de cópia (R$ 28.930,00). Também foram registrados questionamentos sobre diversos procedimentos licitatórios, no valor total de R$ 668.920,70, de inexigibilidade, no total de R$ 39.000,00, e de dispensa, na quantia de R$ 36.000,00. O presidente da Casa não foi encontrado para comentar a decisão da corte de contas.