Ednaldo Rodrigues, presidente da FBF.

A história da próxima edição do mais importante campeonato estadual do Norte-Nordeste começou a ser escrita nesta quarta-feira (30). A Federação Bahiana de Futebol (FBF) e os clubes deram o primeiro passo rumo ao início da Série A do Baianão 2017.

A FBF apresentou a proposta de uma competição com pontos corridos na Fase de Classificação, com todos os clubes em um mesmo grupo, onde se enfrentariam em sistema apenas de ida, classificando-se para a segunda fase, de semifinal, as quatro primeiras colocadas do grupo. Serão rebaixados para a Série B do Baianão 2018 os dois últimos colocados da 1ª fase.

Nome de José Maria será levado no troféu de campeão do Estadual.

Ao final da reunião, o representante da Juazeirense, Randerson Leal, pediu a palavra e sugeriu que o troféu de campeão do Baianão 2017 leve o nome do radialista eex-presidente do Colo Colo de Futebol e Regatas, José Maria Almeida de Santana. A homenagem foi aprovada por unanimidade entre os clubes.

A Semifinal passaria a ocorrer em sistema de ida e volta, com 1º colocado x 4º colocado e 2º colocado x 3º colocado. Os dois vencedores decidiriam a competição também em jogos de ida e volta.

Mais uma novidade do Baianão 2017 diz respeito à definição do 3º colocado. Não haverá mais confronto entre os derrotados da semifinal para a definição. Entre as equipes derrotadas na semifinal, será declarada 3ª colocada do Baianão aquela que obtiver melhor campanha em toda a competição, após o somatório de todas as fases.