PPL de Ilhéus está com o barco à deriva.

PPL de Ilhéus está com o barco à deriva.

O nanico partido PPL – Partido Pátria Livre de Ilhéus, está literalmente entregue às baratas e sem falar da bagunça implantada pela atual diretoria.  A combalida sigla, por meio da executiva provisória, ao invés de adotar medidas para organizar os quadros de vereador para disputa eleitoral desse ano, preferiu articular acordo, para obtenção de privilégios vultosos.

Com a desorganização deslavada no PPL acompanhada da incompetência dos seus dirigentes, muitos candidatos foram prejudicados nos registros de candidatura. É o caso do Sr. Reginaldo Nascimento da Silva, que ficou desassistido pela assessoria jurídica do partido, ao ponto de renunciar à candidatura.

O Partido Pátria Livre de Ilhéus perdeu prazo para o envio de documentos no sistema Candex do TRE-BA, resultando na impugnação e indeferimentos na maioria dos registros.  O que restou no partido foi apenas a sopa de letras, já que os filiados debandaram-se em massa para outros grupos, mediante a falta de respeito, transparência e lealdade dos irresponsáveis dirigentes.